CroPoesias – Poesias, Crônicas e Contos

Quero o silêncio dos teus braços, os teus carinhos… – poesia

silêncio

VISITE MEU

O silêncio não representa apenas a ausência do ruído, dos sons, como a voz ou a música. Ele traz em sua esfera de abrangência o encanto que o coração muitas vezes pede, a voz que ele faz despertar no íntimo de cada um, num tom musical único, que espelha os sentimentos e emoções que pulsam na alma e espírito de cada ser.

Quero o silêncio dos teus braços, os teus carinhos…

Eu havia perdido a esperança e não mais acreditava no sentimento do amor

Brigas, conflitos e divergências pisotearam e massacraram o meu doce coração

Dois homens, duas vidas, e ambos provocaram lágrimas em mim e muita dor

Acreditando no Deus que criou os céus e a terra continuei a vida baseada na razão

 

Filhos, muito trabalho e perdi aqueles que por mim muito fizeram, meus pais

A dor e a vaziez tomaram conta de meu interior, e meu coração entrou em ebulição

Minha vida se tornou um frio e grande labirinto, com paredes apertadas demais

E o sonho de ser muito amada, mas muito mesmo, guardei numa das gavetas do coração

 

Deus não se esquece daqueles que o amam e que tentam fazer o seu melhor

Numa noite quente e esse homem surgiu meteórico e invadiu minha inquieta alma

Como ele pode ser tão sensível aos meus sentimentos se eu não estava ao seu redor?

E delicadamente, ele massageou meus pés, costas e nuca, mãos que tudo acalma

 

Seu beijo me excitou, mas também me acalmou, seu olhar ao meu encantou

E sua voz aveludada tocou meu coração, perfumou minha alma tão sedenta

De amor, de carinhos, eu quero o silêncio dos teus braços que tanto me empolgou

Um silêncio no qual tua boca umedeceu a minha, a minha doce boca na cor magenta

 

Onde estavas tu homem elegante e de caráter que não invadiste a minha história?

Onde tu estavas que não vieste ser minha serenidade quando eu mais necessitava?

Um anjo desceu em silêncio e me disse que este homem existe na minha vitória

Que não se pode ter aquilo para o que não se está preparado, e ele é o que eu precisava

 

Beija-me desse teu jeito gostoso, doce, abraça-me com os teus meigos carinhos

Vem fazer-me feliz, mulher amada como só você sabe fazer, só como você pode ser

Para mim, pois teu amor me fascina, quero o teu doce silêncio em meus caminhos

Quero tua proteção, teu doce olhar e carícias que fazem o amor em mim florescer

Robert Thomaz

Você também pode gostar dessa poesia:

“Filosofia de vida era o que eu precisava”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.