CroPoesias – Poesias, Crônicas e Contos

Rara oração tão desejada, por mim e por ti… – poesia

rara oração

VISITE MEU

Esse estado tão desejado e fugaz tornou-se ao longo das décadas mais recentes em necessidade não somente pessoal, individual, mas social. Eu desejo ser feliz tanto quanto você, mas você em contrapartida acha que a felicidade lhe pertence mais que a mim. Divergências? Não. Ser feliz reflete que um indivíduo “tem mais” que o outro, quando se deveria pensar em “ser mais”. Reflexos e efeitos de uma crescente inclinação ao individualismo e ao egoísmo. Algo lamentável.

Rara oração tão desejada, por mim e por ti…

Ah natureza perdida pela perpetração do terrível e insensato pecado

De Adão e Eva, nossos pais e donos da felicidade que nos pertencia

Nas águas, árvores e frutos do Éden, algo nunca visto por nós, mas imaginado

Ela existe e está dentro de nós, mas sempre será fugaz, o Senhor assim sentencia

Essência aflitivamente desejada, porém muitos a enxergam com a torta visão

O olhar míope e vil da avareza, da soberba, da ganância, e da arrogância

Felicidade é momento, estado de espírito, amor, saúde, é a rara oração

Todos correm atrás, muitos não sabem quem ela é ou o que é, pura ignorância

Abrem mão de algo que somente com o coração se pode enxergar, algo da nascença

Estado resplandecente tão prazeroso que seu vivenciar é fato temeroso

Pela consciência, que se assusta pelas ausências, pelas perdas, e pela presença

Do amor in natura, sentimento celestial, vivido e derramado pelo generoso

Deus em corpo de homem, aquele que foi servo, e que se entregou ao madeiro

Que nos ensinou que a felicidade é completa no próximo, na expressão do amor

Por que temer esse estado tão almejado? Porque ele vem e não fica, não é dinheiro

E aqueles que acham que é o vil metal, sofrem em ansiedade, angústia e forte dor

Onde encontrar a fonte dessa rara oração se não na criança, figura tão pura

Que desconhece a valorização do dinheiro, preocupações e responsabilidades

Pequeno ser indefeso cujo teor é seiva pura da felicidade, estado que tudo cura

Onde desconhecemos os problemas e anseios que nos consomem em todas as idades

Procure por serenidade da alma, harmonia interior, sabedoria e discernimento

E encontrarás a felicidade, doce e rara oração, não faltando qualquer fragmento

Robert Thomaz

Você também pode gostar dessa poesia:

“Pensei que a poesia fosse o alimento do amor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.