CroPoesias – Poesias, Crônicas e Contos

Sou alguém que verseja na madrugada – poesia

madrugada

VISITE MEU

Escrever durante a madrugada para mim foi numa época algo necessário devido a escassez de tempo. A família ia dormir e eu ficava livre para criar e fazer uma das atividades que amo: escrever.

Eu escrevi romances, literatura infanto-juvenil, contos, crônicas, poemas, enfim permitia que o dom que recebi em bênção agisse sobre minha mente, sobre meu corpo muitas vezes cansado, mas feliz por ter aquele momento comigo. Estar só, estar com nós mesmos é algo profundamente gratificante, situação que muitas pessoas desconhecem e, consequentemente, desprezam-na.

A madrugada com seu inerente silêncio nos facilitar o despertar da imaginação e a criação de excelentes obras.

Sou alguém que verseja na madrugada

As luzes da cidade tocam a janela e acenam carinhosamente para mim

Por um momento que não existe saudade, apenas o perfume do jasmim

Não estou tão só como a pérola na concha, mas acolhido por minha crença

Jesus Cristo me acompanha através de seus anjos desde a minha grata nascença

 

Todo o início é, e deve ser difícil, para despertar a paciência e a perseverança

Essas são apenas uma das muitas virtudes que me levam à necessária esperança

Sentimento poderoso que estimula corações, desde os abandonados até os assistidos

Mas o silêncio da madrugada também me acalenta, lembra-me de amores partidos

 

Versejar na madrugada é algo tão emocionante e nada, como pensam, tedioso

O poeta encontra na noite suas maiores inspirações, do amor proibido ao criminoso

É nadar inicialmente dentro de si mesmo, depois mergulhar fundo no mar vizinho

Aí ele encontra as mais alucinantes narrativas que o levam ao início do caminho

 

Sou apenas um poeta que verseja sob o guarda-chuva negro da noite

Encanto-me com esta abóboda enegrecida cheia de estrelas após a meia-noite

Nesse período da madrugada elas são mais excitantes ou sou eu mais inspirado?

Um doce sorriso estampa meu rosto, estaria eu pressentindo o amor tão desejado?

Robert Thomaz

Você também pode gostar dessa poesia:

“Anjos não dormem em noites escuras”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.