CroPoesias – Poesias, Crônicas e Contos

Jamais me esquecerás – poesia

jamais

VISITE MEU

Aprendi que não devemos dizer jamais ou nunca, porém para a morte, para o partir para um novo plano de espera da definição de nossa vida eterna é algo que nos obriga a usar esse vocábulo. Quando morremos, deixamos entes queridos, partimos, jamais voltaremos a deitar na cama que nos recebia todas as noites, quando cansados ou enfermos. Não voltaremos a caminhar pela casa que nos viu chegar e também partir. Deixaremos para trás nossos familiares e amigos e dentre eles aqueles mais próximos, mais amados e que viviam muito junto a nós.

Jamais me esquecerás

Tantos planos realizados e tantos por realizar e nosso amor era pura intensidade

Eu adorava te namorar, fazer de nosso matrimônio uma relação doce e duradoura

E quanta alegria cintilava em teus olhos por eu te amar em grande profundidade

Ó mulher bela e formosa aos meus olhos, que sempre me curou com mel e salmoura

 

Sim, todas as minhas dores, da carne e da alma, tu soubeste curar, mulher querida

Fosse à minha chegada da labuta, fosse à minha chegada das tempestades

Aquelas que ninguém vê, mas que invadem o coração e ali fazem grande ferida

E com beijos e carinhos acalentava-me, como se fosses um anjo cheio de bondades

 

Mas por ordem do destino nosso amor foi dilacerado a espada, a vida teve um corte

Um bêbado levou sua vida e a minha ao fundo da sepultura, lugar da obscuridade

Um querubim veio nos retirar a vida, não por nossos pecados, que não eram de porte

Porque nossa missão havia terminado e já havíamos suprido a real necessidade

 

Teu coração se fragmentou e eu não mais podia nada fazer, ser teu defensor

Sei que jamais me esquecerás pelo amor que tivemos, por nossos momentos

Momentos tão doces, beijos e abraços, carinhos e carícias com tanto fervor

Eu jamais voltarei, mas terás meu amor, um pedaço de mim, de meus sentimentos

Robert Thomaz

Você também pode gostar dessa poesia:

“No tribunal do destino”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.